Educação Física em Rondônia

Ponto de Encontro dos Profissionais, Estudantes e Pesquisadores em Educação Física e Esportes em Rondônia

Entrar no Grupo

Frequentadores de Parque de Porto Velho Pedem Profissionais de Educação Física



Cevnautas de Rondônia, parece que é o povo que está pedindo. Laercio

17/08/2013 18h23 - Atualizado em 17/08/2013 18h28

Frequentadores de parque de Porto Velho pedem educadores físicos

Moradores dizem que academia em parque não tem orientação especializada.
Secretaria de Esporte e Lazer garante solução para próxima semana.  

Do G1 RO com informações da TV RO

Para quem vai ao Parque da Cidade, em Porto Velho, em busca de atividades físicas com segurança, acaba reclamando do que encontra. Os frequentadores se queixam que não há promoção de atividades no espaço e falta um profissional especializado para orientar as pessoas no uso dos aparelhos de ginástica da academia ao ar livre. A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semes), responsável pela administração do local, afirmou que problema será solucionado na quinta-feira (21).

A funcionária pública Osvaldina Souza mora na zona sul da capital e conta que, sempre quando pode, vai ao Parque da Cidade realizar atividades físicas devido a recomendações do médico. Entretanto, Osvaldina reclama da falta de orientação de algum profissional no espaço. “O médico pede para a gente não ficar acima do peso, mas isso só acontece se houver uma orientação adequada”, explica.

Marli Ramos, vendedora, utiliza os aparelhos da academia ao ar livre do parque, mas se diz preocupada sem orientações corretas. “Tem muita gente que quer fazer e não sabe fazer. Principalmente no caso das pessoas de mais idade fica bem difícil”, comenta.

O novo secretário titular da Semes, Elinário Paiva, afirma que já conhece a situação e garante que o problema será resolvido na próxima semana. “A questão da academia alternativa, ela irá retornar na quinta-feira (21) e vamos ter uma profissional no local que estará acompanhando os frequentadores e passando orientações sobre educações físicas”, conclui.

Isa Dias é uma das professoras de educação física que participa do projeto e diz que na quinta já haverá novidades no espaço. “A gente vai voltar com uma aula maravilhosa. Então, quem está em casa, venha participar e fazer aula com a gente, porque atividade física é saúde”, comenta.

FONTE: http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2013/08/frequentadores-de-parque-de-porto-velho-pedem-profissionais-de-saude.html

Comentários

Por Roberto Affonso Pimentel
em 19-08-2013, às 09h17.

Atenção, muito cuidado!

Antes de começar a funcionar, há que ter cuidados no que se refere às próprias instalações dos aparelhos. Não sou especialista, mas o bom senso recomenda que o equipamento seja de boa qualidade e satisfaça aos requisitos técnicos para a sua aplicação. Equipamentos mal instalados, fora de padrões regulamentares certamente contribuirão para uma péssima atuação e, pior, produzindo sequelas em seus usuários.

Fora isto, há que pensar em sua manutenção periódica. Em outros países a Regulamentação é muito severa, justificada pela preservação da saúde dos "clientes". Todavia, sabemos todos que o Brasil peca também nesse item.

  

Por Edison Yamazaki
em 19-08-2013, às 10h13.

Mesmo sabendo que alguns órgãos estão batalhando para levar um pouco de lazer, esporte e saúde para o povão, não consigo acreditar que ainda aconteçam essas coisas pelo Brasil afora. PIor é achar que "até quinta-feira tudo estará resolvido" e que "haverá novidades no espaço".

 

Por Afonso Nina
em 20-08-2013, às 12h08.

Talvez tenha que ser realizado um protesto público de grandes dimensões(como os recentes acontecidos em tantas cidades) para chamar atenção também às políticas públicas(ou ausências delas) de esporte,lazer e melhoria da qualidade de vida através do exercício físico.Parece que a moda agora(que interesses financeiros estão por trás?) são as chamadas academias ao ar livre,além de Brasília,já as vi em Santana no Amapá, e aqui em Manaus começam a ser instaladas.Com certeza devem proliferar em grandes e pequenas cidades do país.Uma idéia racional na concepção porém equivocada na implantação,desde que desprovidas de orientação para o uso,responsáveis pela manutenção etc.Em 2011 vi um conjunto desses interditado pela justiça a pedido  dos usuários do Parque Olhos D'agua,Asa Norte em Brasília por falta de responsáveis por sua conservação.

Na cidade de Manaus,existe um enorme complexo de pistas de caminhada,quadras poliesportivas etc,fruto do projeto de urbanização de igarapés(PROSAMIM) que encontra-se abandonado,fruto de jogo de empurra entre autoridades do Governo do Estado e as da Prefeitura de Manaus quanto à responsabilidade de manutenção.

 Os bacharéis  em Promoção da Saúde graduados pela UFAM,aguardam sem esperança abertura de concursos públicos,enquanto os projetos existentes são tocados por amadores(no bom e mal sentido) e/ou outros não qualificados.  

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2023 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.