Educação Física no Piauí

Ponto de Encontro dos Profissionais, Estudantes e Pesquisadores em Educação Física e Esportes no Piauí

Entrar no Grupo

Teresinense Fuma Menos, Mas é o 9º Que Menos Faz Atividade Física



Cevnautas do Paiauí, vamos aprofundar os debates a partir da pesquisa do Ministério da Saúde: Laercio

01/05/14, 18:35

Teresinense fuma menos, mas é o 9º que menos faz atividade física A pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde analisou também o número de obesos nas capitais do país.     

Os teresinenses estão entre os brasileiros que menos fumam, mas também que menos praticam atividades físicas no país. Os dados foram levantados numa pesquisa realizada pela Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) e divulgada pelo Ministério da Saúde com 53 mil brasileiros no ano passado, pelo telefone.     

A pesquisa mostrou que a cidade piauiense é a sexta capital com menor número de fumantes, apontando que apenas 7,6% da população mantém o vício. Utilizando o números de habitantes do Censo de 2010, são 61.881 teresinenses que possuem o hábito. A capital com menos fumantes é Palmas com 5,7% da população e a maior é Porto Alegre com 16,5% dos habitantes fumantes. 

 

O lado ruim é que Teresina também está entre as capitais que menos praticam exercícios. Apenas 35% dos adultos se exercitam no nível recomendado no tempo livre.   

Esse nível, de acordo com o Ministério da Saúde, é de 150 minutos semanais de atividade física de intensidade leve ou moderada ou pelos menos 75 minutos de atividade de intensidade vigorosa.  

No ranking nacional, os paulistanos são os que menos praticam exercícios, apenas 28% da população e o florianopolitano é o que mais sua a camisa,

44%.      Obesidade  

O levantamento destacou ainda que em Teresina quase a metade (49,1%) da população está com excesso de peso, e destes, 16,2% são obesos.

O resultado aponta ainda que a maior parte dos sobrepesos e obesos são homens.  No entanto, Teresina está entre as dez capitais com menor número de obesos do país.   Considerando os dados do último Censo do IBGE (2010) que a capital piauiense possuía 814.230 mil habitantes, cerca de 399.800 habitantes estão acima do peso e mais de 131 mil são obesos.  

O levantamento feito pela Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) indica que 50,8% dos brasileiros estão acima do peso ideal e que, destes, 17,5% são obesos. Ao analisar Teresina, dos 49,1% acima do peso, 54,6% são homens e 44,6% são mulheres e dos 16,2% obesos, 18,1% são homens e 14,6% são de mulheres.  

 

A pesquisa ouviu 53 mil entrevistados, por telefone no ano passado, todos maiores de 18 anos e tem o objetivo de retratar os hábitos da população brasileira, que é uma importante fonte para o desenvolvimento de políticas públicas de saúde preventiva utilizada pelo Ministério da Saúde.    

Ranking Nacional da obesidade  

Teresina é uma das dez capitais com menor número de obesos, empatada com Belém-PA, Vitória-ES e Goiânia-GO com 16%. A capital que possui o menor índice é São Luís-MA com 13% da população e a maior é Cuiabá-MT com 22%.    

Também no número de pessoas acima do peso, que demonstrou que quase a metade da população está nessa faixa, à capital piauiense ocupa a mesma posição, juntamente com Florianópolis-SC, Vitória-ES e Distrito Federal. São Luís mais uma vez possui o menor percentual com 42% e Cuiabá continua com o maior 55% da população está acima do peso.

    

Os resultados do estudo cessam a média de crescimento de 1,3 ponto percentual ao ano que vinha sendo registrada desde a primeira edição, realizada em 2006 - quando o proporção de pessoas acima do peso era de 42,6% e de obesos era de 11,8%.  

Os dados foram apresentados nesta quarta-feira (30) pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, que analisou que "o aumento do consumo de hortaliças e da atividade física são fatores determinantes para uma sociedade mais saudável. Mas, ainda é preciso observar a sequência nos próximos anos para podermos afirmar com consistência se há uma estabilização do crescimento da obesidade e do sobrepeso", disse o ministro.  

Caroline Oliveira com informações do Ministério da Saúde carolineoliveira@cidadeverde.com  

FONTE com fotos e links: http://www.cidadeverde.com/teresinense-fuma-menos-mas-ae-o-9-u-que-menos-faz-atividade-faisica-161398

Comentários

Por Rogerio Chaves Bezerra
em 18-05-2014, às 00h44.

São dados muito interessantes, mostra de fato uma diversidade cultural no Brasil, em um comparativo a nível de nordeste duas Capitais possuem um destaque interessante em relação aos demais estados, São as Capitais Salvador e São Luis, embora Salvador não apareça no quantificados de fumantes se destacam no baixo indice na realização de atividades físicas e aumento substânciais em excesso de peso e obesidade, com relação a Capital do Piauí realmente já houve um estudo anterior por um Profissional de Educação Física em que levantava um tema para debate que era a redução da prática de atividades físicas pela população em função da Nova LDB quando trazia em seu texto a prática da educação física facultativa e da implantação das aulas de educação física no mesmo horário das demais disciplinas limitando ao extremo a prática da educação física e dos esportes, hoje esses dados comprovam o debate proposta anteriormente! 

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.