Idoso

Idosos, Atividade Física e Envelhecimento

Entrar no Grupo

Conhecimento Científico Pode Ajudar a Garantir Uma Velhice Digna. Tome Ciência



Cevnautas dos estudos sobre idosos, boa opportunidade!  Laercio

23. Tome Ciência: A ciência da velhice
    
Especialistas debatem como o conhecimento científico pode ajudar a garantir uma velhice digna num país com cada vez mais idosos

 De 20 a 26 de julho, o programa de TV Tome Ciência aborda a importância da ciência e tecnologia na qualidade de vida durante a velhice. Nosso famoso país de jovens envelhece tão rapidamente que até 2025 já seremos o sexto do mundo em número de idosos. Em 2020 a população começará a encolher e a expectativa de vida aumentará ainda mais. A ciência faz parte do processo, conhecendo e combatendo mais as doenças e o próprio envelhecimento.

 Mas há quem garanta que nosso sistema de saúde não está preparado para lidar com esse aumento de expectativa de vida: faltam asilos, cuidadores e até o respeito da sociedade. Especialistas nessa nova realidade de um Brasil que envelhece esclarecem no que o conhecimento científico pode ajudar a garantir uma velhice digna.

Participantes:

Renato Peixoto Veras, médico, com mestrado e doutorado em envelhecimento, e professor associado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro é o diretor da Universidade Aberta da Terceira Idade, uma iniciativa pioneira da UERJ.

Marcia Rozenthal, doutora em psiquiatria, psicanálise e saúde mental, é professora e coordenadora do Centro Multidisciplinar de Pesquisa e Extensão sobre o Envelhecimento (Cempe) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, a Unirio.

Lucia França é professora titular do mestrado em psicologia da Universidade Salgado de Oliveira, onde desenvolve projetos e pesquisas sobre atitudes e educação para a aposentadoria, tema de sua tese de doutorado.

Sandra Rabello de Frias, formada em assistência social, é a secretaria geral do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa no Estado do Rio de Janeiro e também coordenadora de projetos de extensão da Unati, a Universidade Aberta da Terceira Idade.

Apresentado pelo jornalista André Motta Lima, o programa conta com a participação de um Conselho Científico integrado pelas entidades vinculadas à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC, permitindo que cientistas de várias especialidades debatam temas da atualidade. Os debates são exibidos em diversas emissoras com variadas alternativas de horários. A programação pode ser conferida pelo site do programa: www.tomeciencia.com.br.

Comentários

Por Verônica Gomes Macedo
em 12-08-2013, às 23h14.

 Acredito que a informação gera a conscientização e consequentemente uma possibilidade maior de mudança de hábitos em função do conhecimento!

Essa iniciativa pode acender um pensamento preventivo para futura maior parcela da população brasileira, os idosos, mostrando que a prevenção pode ser muito mais efetiva do que o tratamento, já que o tratamento muitas vezes só é necessário quando não há prevenção. 

Por Marcos Vinicius Duarte Silva Osorio
em 13-08-2013, às 11h23.

Essa preocupação com os nossos idosos é muito importante porque ninguém reconhece o que já foi feito por eles para o nosso bem de hoje,nós so nos preocupamos com os nossos cidadãos quando eles produzem,ou seja quando eles dão lucro para a sociedade,quando já nao têm mais utilidade capitalista encostamos eles de qualquer forma sem nenhuma ajuda ou suporte digno.Os seres humanos não são descartáveis e não têm um prazo de validade por isso muitas dessas preocupações com os idosos são fundamentais,juntamente com a criaçao pelos nossos governantes de um sistema exclusivo de ajuda e proteção ao idoso.

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2023 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.