Idoso

Idosos, Atividade Física e Envelhecimento

Entrar no Grupo

Atividade Física Modifica o Cérebro, Aponta Pesquisa



Cevnautas dos estudos da terceira idade e da neurociência & atividade física,

    Esse artigo ainda não tem o resumo na biblioteca do CEV. Quem adota - com crédito - a tradução? O texto está colado depois da nota da Universia. Laércio

Atividade física modifica o cérebro, aponta pesquisa
21/03/2013

Pesquisa recente sugere que efeitos benéficos de exercícios físicos não se limitam apenas ao corpo. Praticar uma atividade física influencia na saúde cerebral

Os resultados mostraram que as pessoas fisicamente ativas foram mais rápidas nos testes de atenção e memória

Praticar atividade física pode modificar a estrutura e o funcionamento do cérebro. É o que aponta um estudo publicado recentemente pela revista Neurobiology of Aging sobre a importância de um estilo de vida fisicamente ativo na saúde cerebral.

Na pesquisa, um grupo de investigadores da Universidad de Uppsala, na Suécia, questionou 331 homens e mulheres com idades de 75 anos sobre a quantidade de exercício físico que realizavam semanalmente. Esse mesmo grupo foi submetido a diversos exames, entre eles ressonância magnética, para avaliar desde a estrutura do cérebro até a capacidade cognitiva de cada um.

Os resultados mostraram que as pessoas fisicamente ativas foram mais rápidas nos testes de atenção e memória. Também foi observado nesse grupo um volume maior de massa cinzenta - a que processa a informação no cérebro.

O estudo conclui que praticar exercícios físicos é uma ação das mais relevantes na saúde mental, principalmente dos idosos.

Fonte: Universia Brasil http://noticias.universia.com.br/ciencia-nn-tt/noticia/2013/03/21/1012382/atividade-fisica-modifica-cerebro-aponta-pesquisa.html

Neurobiology of Aging
Volume 34, Issue 1 , Pages 83-90, January 2013
Association between physical activity and brain health in older adults
Christian Benedictemail address, Samantha J. Brooks,  Joel Kullberg, Richard Nordenskjöld, Jonathan Burgos, Madeleine Le Grevès, Lena Kilander,  Elna-Marie Larsson, Lars Johansson, Håkan Ahlström, Lars Lind, Helgi B. Schiöth
Received 30 December 2011; received in revised form 19 April 2012; accepted 24 April 2012. published online 16 May 2012.

Abstract
In the present cross-sectional study, we examined physical activity (PA) and its possible association with cognitive skills and brain structure in 331 cognitively healthy elderly. Based on the number of self-reported light and hard activities for at least 30 minutes per week, participants were assigned to 4 groups representing different levels of PA. The cognitive skills were assessed by the Mini Mental State Examination score, a verbal fluency task, and the Trail-making test as a measure of visuospatial orientation ability. Participants also underwent a magnetic resonance imaging of the brain. Multiple regression analysis revealed that greater PA was associated with a shorter time to complete the Trail-making test, and higher levels of verbal fluency. Further, the level of self-reported PA was positively correlated with brain volume, white matter, as well as a parietal lobe gray matter volume, situated bilaterally at the precuneus. These present cross-sectional results indicate that PA is a lifestyle factor that is linked to brain structure and function in late life.

http://www.neurobiologyofaging.org/article/S0197-4580%2812%2900261-8/abstract

Comentários

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2023 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.