Validação de Um Protocolo Internacional Para Avaliação da Saúde Mental de Atletas Olímpicos

Por: Alessandra Scarton, Aline Arias Wolff, Bianca Milan, Fernanda Faggiani, Hélio Fádel de Freitas Araujo, Luis Eduardo Wearick da Silva e Maiara da Silva Martins.

Anais do Fórum de Estudos Olímpicos 2021 e III Simpósio Latino-americano Pierre de Coubertin.

Send to Kindle


Resumo

A preocupação com a saúde mental de atletas de elite vem despertando a atenção da comunidade científica e de diversas instituições globais, como o Comitê Olímpico Internacional (COI). Os Jogos Olímpicos realizados em julho desse ano ressaltaram a urgência em avaliar de forma adequada a saúde mental dos atletas para garantir que possam receber todo o tratamento e acompanhamento necessário. Pesquisadores, em parceria com o COI desenvolveram uma bateria de avaliação de rastreio da saúde mental de atletas olímpicos, chamada de Sport Mental Health Assessment Tool 1 (SMHAT-1) e Sport Mental Health Recognition Tool 1 (SMHRT-1). A bateria visa avaliar e identificar atletas que estão em risco quanto ao desenvolvimento de transtornos mentais. Dessa forma, a realização da tradução e validação dessa bateria é relevante para aplicação em atletas brasileiros. A bateria SMHRT-1 é direcionada para atletas e seus amigos, familiares, parceiros de equipe e treinadores, não sendo o foco deste estudo. Já, o instrumento SMHAT-1 é composto por uma triagem, realizada através do Athlete Psychological Strain Questionnaire (APSQ), que, caso tenha pontuação final maior ou igual a 17, será seguido de outras seis ferramentas que avaliam transtornos específicos: General Anxiety Disorder-7 (GAD-7), Patient Health Questionnaire-9 (PHQ-9), Athlete Sleep Screening Questionnaire (ASSQ), Alcohol Use Disorders Identification Test Consumption (AUDIT-C), Cutting Down, Annoyance by Criticism, Guilty Feeling, and Eye-openers Adapted to Include Drugs (CAGE-AID) e Brief Eating Disorder in Athletes Questionnaire (BEDA-Q). Das sete escalas, somente duas estão devidamente traduzidas e validadas para o contexto proposto (PHQ-9 e GAD-7), deixando cinco outras (BEDA-Q, AUDIT-C, CAGE- -AID, ASSQ e APSQ) para ser realizado este processo. Atualmente, o processo final de validação está em andamento. Pessoas fluentes em inglês realizaram a tradução independente, e em seguida, comparamos uma com a outra, criando uma versão integrada. Os próximos passos serão a avaliação por juízes especialistas nos respectivos assuntos para averiguar se há a compreensão adequada e a tradução apropriada dos termos. Após estas etapas, as escalas serão aplicadas em atletas, em parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro, para a validação estatística destas ferramentas para o português brasileiro. 

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.