Qualidade do Sono em Atletas de Judô

Por: Andrey Shirakubo de Araújo, Antonio Coppi Navarro, José Guilherme Bottentuit Vieira, Karina Kelly Sousa Martins, Karoline da Silva Dias, Milena Silva de Oliveira, Paula Júlia da Costa Chaves, Paulo Raposo dos Santos Júnior e Wanessa Karoline Brito Marques.

40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Segundo Bleyer et al., (2015) o ciclo vigília/sono é um ritmo biológico e conexo a inúmeros eventos fundamentais para a sobrevivência, bem como para um bom desempenho motor. Dessa forma, em atletas, que utilizam o corpo como ferramenta de trabalho, faz-se necessária recuperação incluindo rotina de noites bem dormidas. Objetivo: O objetivo desse estudo foi identificar a qualidade do sono em atletas de judô. Metodologia: A amostra desse estudo foi de 25 praticantes da modalidade esportiva judô na Associação Esportiva e Cultural Leão de Judá que participaram livre e espontaneamente, sendo 10 do sexo feminino com média de idade em anos 15,5 ±1,90; e estatura média em cm de 156 ±7,42; e massa corporal média em kg de 48,6 ±3,56; e 15 do sexo masculino com média de idade em anos 15,26 ±1,83; estatura média em cm de 168 ±8,98 e massa corporal média de 62,45 ±12,97. Para a identificação da qualidade do sono dos amostrados foi utilizado o questionário Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (PSQI-BR). Todos os amostrados participaram livre e espontaneamente. No tratamento estatístico foi utilizada a estatística descritiva: frequência absoluta e frequência relativa. Resultados: Ver tabela. Conclusão: 56% da amostra total apresentam uma boa qualidade de sono enquanto 44% apresentam qualidade ruim no sono, necessitando de intervenção.

Endereço: http://celafiscs.org.br

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.