Qualidade de Vida de Bombeiros Militares do Distrito Federal e Sua Associação com a Aptidão Cardiorrespiratória, o Perfil de Risco Cardiovascular e a Qualidade do Sono

Por: .

127 páginas. 2021 11/12/2020

Send to Kindle


Resumo

Foi investigada a qualidade de vida (QV) de bombeiros militares brasileiros que trabalham em jornada operacional de 24h, e sua associação com a aptidão cardiorrespiratória (ACR), a renda, perfil de risco cardiovascular e a qualidade do sono. Trata-se de um estudo transversal onde foram avaliados 44 (39 homens e 5 mulheres) bombeiros através dos questionários validados de QV (WHOQOL-BREF); ACR (auto relato de atividade física de Jackson); perfil de risco cardiovascular (versão adaptada do questionário de estratificação de risco do American College of Sports Medicine); e da qualidade de sono (Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh). A maioria dos bombeiros tiveram rendimentos menores ou iguais a 10 salários mínimos, cumpriram as recomendações de ACR (>= 12 MET), tiveram risco cardiovascular moderado a alto e qualidade do sono ruim. A ACR, a renda e a qualidade do sono foram variáveis independentes com efeito grande sobre a QV. A ACR e a qualidade do sono apresentaram associações positivas com os domínios da QV. Nossos resultados suportam a necessidade de estratégias focadas na melhora da ACR e da qualidade do sono com o objetivo de melhorar a QV de bombeiros militares.

Endereço: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40777

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.