Propriedades de Resistência de Tubos Elásticos Utilizados em Reabilitação e Treinamento Desportivo e Efeito Prévio da Ciclagem Carga-descarga

Por: Cleudmar Amaral de Araújo, Emerson Filipeino Coelho, Francisco Zacaron Werneck, Leandro Vinhas de Paula e .

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.17 - n.4 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Os tubos elásticos têm sido amplamente utilizados como resistência ex-terna variável em protocolos de reabilitação e treinamento desportivo. O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência e feito da fadiga (redu-ção da rigidez) após estiramentos repetidos de tubos elásticos de látex (TEL) e tubos elásticos de borracha natural (TEBN). As amostras foram submetidas a testes de tração axial em 0, 1000 e 3000 ciclos de carga – descarga. Cada respectivo valor de ciclagem consistiu de 6 amostras. Os ciclos de carga – descarga alcançaram uma deformação máxima de 100% do comprimento inicial e taxa de deslocamento de 1800 mm/min; após cada teste, as amostras foram carregadas monotonicamente (500 mm/min) até 300% de deformação e registrada a resposta de força. Os resultados obtidos neste estudo são similares aos valores de resistência obtidos a 0 ciclos reportados pelo fabricante TEBN (84N vs. 80N), mas eles não confirmação a informação de que os tubos “prata” mantém a capacidade de oferecer resistência após o ciclagem dos tubos elásticos para as deformações de 100% (p = 0.001), 200% (p = 0.021), e 250% (p= 0.002) do comprimento inicial. Os TEL e TEBN mostraram uma perda da capacidade em oferecer resistência semelhante (9.5 – 15.5% vs. 9.9 – 15.2%, respectivamente).

Endereço: https://rpcd.fade.up.pt/entradaPT.html

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.