Perfil dos Atletas Juniores de Handebol das Seleções Brasileira e Sueca

Por: e .

Kinesis - v.39 - 2021

Send to Kindle


Resumo

Este artigo objetivou comparar o perfil dos atletas juniores do handebol de seleções masculinas do Brasil e da Suécia, buscando compreender os diferentes contextos da modalidade. Para tanto, aplicamos um questionário com questões fechadas para os atletas da categoria Junior da seleção brasileira e sueca, durante o Mundial Junior de Handebol. Nossos resultados indicaram uma diferença na formação destes atletas, considerando o primeiro contato do handebol e a constituição do vínculo federativo, e na existência de remuneração entre atletas. Estes elementos indicam contribuir para que haja um melhor desenvolvimento da modalidade na Suécia, em relação ao Brasil, no período estudado.

REFERÊNCIAS

ARENA, S. S.; BÖHME, M. T. S. Federações esportivas e organização de competições para jovens. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 12, n. 4, p. 45–50, 2004.

BAYER, C. O ensino dos jogos desportivos colectivos.Paris: Vigot, 1994.

CARLI, G. C.; LUGUETTI, C. N.; RÉ, A. H. N.; BÖHME, M. T. S. Efeito da idade relativa no futebol. , 2009.

CÔTÉ, J.; LIDOR, R.; HACKFORT, D. ISSP position stand: To sample or to specialize? Seven postulates about youth sport activities that lead to continued participation and elite performance. International Journal of Sport and Exercise Psychology, v. 7, n. 1, p. 7–17, 2009.

DIESPORTE. Diagnostico Nacional do Esporte. Ministério do Esporte, 2013.

EHRET, A.; et al. Manual de handebol (Org. pela Confederação Alemã de Handebol-CAHb) São Paulo, Phorte, 2002.

GRECO, P. J.; BENDA, R. N. Iniciação esportiva universal: da aprendizagem motora ao treinamento técnico. Belo horizonte: UFMG, v. 1, p. 230, 1998.

GRECO, P. J.; ROMERO, J. J. F. Manual de handebol: da iniciação ao alto nível. São Paulo: Phorte, 2012.

HALLAL, P. C.; NASCIMENTO, R. R.; HACKBART, L.; ROMBALDI, A. J. Fatores intervenientes associados ao abandono do futsal em adolescentes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 3, p. 27–32, 2004.

MARQUES, M. P.; SAMULSKI, D. M. Análise da carreira esportiva de jovens atletas de futebol na transição da fase amadora para a fase profissional: escolaridade, iniciação, contexto sócio-familiar e planejamento da carreira. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 23, n. 2, p. 103–119, 2009.

MARTINS, L. N. Futsal Feminino: perfil das atletas nos Jogos de Minas 2012 e implicações pedagógicas. RBFF-Revista Brasileira de Futsal e Futebol, v. 5, n. 18, 2013.

MENEZES, R. P.; DOS REIS, H. H. B.; TOURINHO FILHO, H. Ensino-aprendizagem-treinamento dos elementos técnico-táticos defensivos individuais do handebol nas categorias infantil, cadete e juvenil. Movimento, v. 21, n. 1, p. 261–273, 2015.

REIS, H. H. B.; CASTELLANI, R. M. O perfil das disciplinas de handebol das instituições de ensino superior. Kinesis, v. 31, n. 1, 2013.

REIS, H. H. B.; CASTELLANI, R. M. Caracterização dos cursos de handebol nas instituições de ensino superior públicas. Conexões, v. 10, n. 2, 2012.

DE ROSE JUNIOR, D. A competição como fonte de estresse no esporte. Rev. Bras. Ciên. e Mov. Brasília v, v. 10, n. 4, p. 19–26, 2002.

SANTANA, W. C. REIS, H.H.B Futsal feminino: perfil e implicações pedagógicas. Rev. bras. ciênc. mov, v. 11, n. 4, p. 45–50, 2003.

SANTANA, W. C.; FRANÇA, V. S.; REIS, H. H. B. Perfil do processo de iniciação ao futsal de jogadores juvenis Paranaenses. Motriz rev. educ. fís.(Impr.), v. 13, n. 3, p. 181–187, 2007.

STAMBULOVA, N.; ALFERMANN, D.; STATLER, T.; CÔTÉ, J. ISSP position stand: Career development and transitions of athletes. International journal of sport and exercise psychology, v. 7, n. 4, p. 395–412, 2009.

Endereço: https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/25918

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.