Percepção de Regras e de Confiança em Reduzir o Tempo de Tela em Adolescentes

Por: , Jorge Mota, Maria Santos e Roseanne Autran.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - RBAFS - v.19 - n.6 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a associação entre o tempo de tela com a percepção de regras e a confiança em reduzir o tempo de tela em adolescentes. Participaram 358 adolescentes (58,2% meninas), entre 14 e 18 anos, da cidade do Porto - Portugal. A percepção de regras e a confiança em reduzir o tempo de tela foram avaliadas por medidas autorreportadas através de instrumentos validados para esta população. Os adolescentes que percebem alguma regra por parte dos pais apresentam menor prevalência de exposição ao tempo de tela (³ 2 horas/dia) para uso da internet (RP=0,62; IC95%: 0,28-0,99). A moderada (RP=0,60; IC95%: 0,34-0,99) ou elevada (RP=0,51; IC95%: 0,27-0,96) confiança na capacidade de reduzir o tempo de tela foi associado de forma inversa com a prevalência de não cumprir as recomendações do tempo de tela para assistir TV e usar vídeo game/computador. A percepção de regras e moderada ou elevada confiança na capacidade de reduzir o tempo de tela foram associados com menor proporção de adolescentes expostos a atividades sedentárias, tais como assistir TV e usar internet por ³ 2 horas/dia.

Endereço: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/4125

Comentários


:-)





© 1996-2023 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.