O (não) Lugar do Smartphone na Educação Física Escolar: Análise de Uma Escola em Feira de Santana/ Bahia

Por: e Fabio Souza de Oliveira.

Corpoconsciência - v.24 - n.3 - 2020

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar as possibilidades de utilização do smartphone enquanto ferramenta de ensino e aprendizagem na Educação Física, na Educação Básica. Participaram da pesquisa cento e vinte e oito alunos do ensino fundamental II, de uma escola pública estadual da cidade de Feira de Santana. A pesquisa durou um trimestre letivo, período em que foram realizadas as intervenções deste ciclo. Pudemos compreender como viável o trato com o conteúdo voleibol a partir de uma abordagem mídia-educativa a partir do celular smartphone.

Referências

FANTIN, M. O lugar da experiência, da cultura e da aprendizagem multimídia na formação de professores. Rev. Educação, Santa Maria, v. 37, n. 2, p. 291-306, maio 2012. Disponível em: . Acesso em 05 ago. 2019.

FANTIN, M.; RIVOLTELLA, P. C. (orgs.). Cultura digital e escola: Pesquisa e formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2012

KENSKI, V.M. Educação e tecnologias: O novo ritmo da informação. 8ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

MARTÍN-BARBERO, J. A comunicação na educação. São Paulo: Contexto, 2014

MILLS, C. W. A imaginação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. 14. Ed. – São Paulo: Hucitec, 2014.

MINAYO, M. C. S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

MULLER, J. C. Crianças e tecnologias digitais: desafios da mediação familiar e escolar. Tese (doutorado). Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2019.

SACRISTÁN, J.G.; PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e Transformar o Ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998.

PIRES, G.L. Breve introdução ao estudo dos processos de apropriação social do fenômeno esporte. Rev. da educação física /UEM 9(1):25-34, 1998. Disponível em: . Acesso em: 06 set. 2019.

PIRES, G.L. Educação física e o discurso midiático: abordagem crítico-emancipatória. Ijuí: Ed. Unijuí, 2002. 336p.

RÜDIGER, F. As teorias da cibercultura: perspectivas, questões e autores. Porto Alegre: Sulina, 2011.

SOUSA, G.R.; MENDES, D.S. Mídias na formação em educação física: análise de uma disciplina optativa. Revista Motrivivência, v. 26, n. 43, p. 300-315, dezembro/2014. Disponível em: . Acesso em: 05 mai. 2019.

ZUIN, A.; PUCCI, B.; LASTÓRIA, L. N. 10 Lições sobre Adorno. Petrópolis, RJ : Vozes, 2015. – (Coleção 10 lições).

Endereço: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/10600

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.