O Lazer nos Currículos dos Cursos de Educação Física: Tendências e Diversidades

Por: Fernando Resende Cavalcante.

138 páginas. 2021 24/02/2021

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desta dissertação foi caracterizar as disciplinas relacionadas ao lazer nos currículos dos cursos de educação física brasileiros. Para isto, o corpus empírico analítico foram as disciplinas com o termo “lazer” em sua nomenclatura dos cursos de educação física do Brasil e suas respectivas quantidades, cargas horárias, localizações no fluxo curricular, ementas e bibliografias. Este estudo teve metodologia mista de análise, que associa formas qualitativas e quantitativas e na análise das ementas foi empregada a técnica de Análise Categorial. Como conclusões identificou-se que o lazer tende a ocupar pouco espaço nos cursos de formação tanto na quantidade de disciplinas quanto no tempo dedicado a elas. Apesar disto, na formação do bacharelado, essas disciplinas ocupam espaço timidamente maior. Acerca da localização no fluxo curricular identificou-se uma diversificação, entretanto no bacharelado essas disciplinas tendem a se alocar na primeira metade da formação. Sobre as ementas dessas disciplinas, elas diversificam suas relações com outros temas, todavia, se destacam a recreação, as políticas públicas, a educação, o esporte e a cultura, como mais identificados. Quanto aos enfoques específicos dados ao lazer, observou-se uma dominância de enfoques teóricos-conceituais nas disciplinas como: história, conceito, teoria, conteúdos, significados e classificações, contudo, apesar de ocorrerem quantitativamente menos, os enfoques instrumentais também se apresentam como: projetos, espaços, metodologia, prática, atuação e planejamento. Nas bibliografias notou-se uma extrema diversidade de referências e uma ampla dominação dos livros, com as obras “Introdução ao lazer” de Victor Andrade Melo e Edmundo de Drummond Alves Jr., “Lazer e educação” e “Estudos do lazer: uma introdução” de Nelson Carvalho Marcellino e “Trabalhando com a recreação” de Vinícius Ricardo Cavallari e Vany Zacharias se destacando como as mais referenciadas. Além disso, o autor mais utilizado nessas referências foi Nelson Carvalho Marcellino. Ao longo das análises foram constatadas mais semelhanças que diferenças entre as disciplinas relacionadas ao lazer no bacharelado e na licenciatura, e instituições de ensino que ofereciam os cursos de educação física em ambas as modalidades tendem a elaborar currículos idênticos para ambas as formações. Por fim, as diversidades encontradas no corpus empírico analítico contribuem com a inferência de que as instituições de ensino superior rogam de extrema liberdade para suas elaborações curriculares.

Endereço: https://repositorio.unb.br/handle/10482/41302

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.