O Lazer nas Políticas Públicas Participativas de Porto Alegre: Estudo das Gestões Municipais de 1994 a 2004

Por: .

110 páginas. 2011 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O principal objetivo desta dissertação foi identificar e analisar a inclusão do Lazer enquanto área da política pública de Porto Alegre, no período de 1994 a 2004, buscando compreender suas diretrizes, objetivos, pressupostos e projetos implementados. Nesta época, as iniciativas de participação popular estavam em curso na política do município. A metodologia combinou pesquisa bibliográfica e documental. A primeira foi realizada a partir dos sistemas de bibliotecas da UnB e Unimep, ampliando-se com consultas a obras indexadas na CAPES e na Rede CEDES, do Ministério do Esporte. O levantamento bibliográfico inicial tratou dos temas-chave: Lazer, Esporte e Políticas Públicas; Políticas Participativas; Administração Municipal de Porto Alegre. A pesquisa documental englobou relatórios, planejamentos, registros escritos de fatos vividos no cotidiano da ação política investigada, da legislação e outros documentos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, neste período histórico. O estudo foi dividido em três capítulos interrelacionados: o primeiro analisa o conceito de lazer que fundamenta as propostas políticas pesquisadas e também os fundamentos que sustentam as concepções de política pública; o segundo contextualiza o estudo realizado no que se refere às influências mundiais na sociedade e políticas públicas brasileiras; o terceiro faz um link entre os tópicos trabalhados nos capítulos I e II e a realidade vivida pela gestão municipal de Porto Alegre. As considerações finais sintetizam as análises dos dados levantados com base em seis itens: institucionalidade, objetivo principal, prioridade, enfoque, lógica de tomadas de decisões e financiamento. Os dados analisados nos apontam a especificidade das Políticas Públicas de Lazer, nos itens institucionalidade, objetivo principal, prioridade, enfoque, lógica da tomada de decisões e financiamento, onde o Orçamento Participativo teve papel importante, revelando-se o principal marco das discussões. A dissertação permitiu identificar fatores que demonstram inovações nas políticas vividas, principalmente em termos de participação popular e, ao mesmo tempo, limites e possibilidades na produção, apropriação e vivências do cotidiano estudado. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.