Motivos Pela Rejeição a Educação Física Escolar: Sob a Luz de Uma Comunidade do Facebook

Por: Bruno Bember Lofiego, José Ribamar Ferreira Júnior, e .

Lecturas: Educación Física y Deportes - v.22 - n.232 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Nos últimos anos as relações humanas são construídas hora de forma real/virtual sem precedentes na história. Por este motivo, optou-se pelo Facebook como espelho das novas relações construídas pelos estudantes. Por seu caráter prático e funcional, essa rede social pode apontar indícios de como os estudantes observam a Educação Física escolar. A intenção desse estudo foi identificar os discursos presentes na comunidade virtual “Odeio Educação Física” do Facebook, desvelando os significados de como esses jovens representam as aulas de Educação Física.A perspectiva metodológica utilizada foi o enfoque qualitativo. A característica dessa pesquisa é descritiva e exploratória. A abordagem adotada para descrever e explorar objeto de estudo foi a netnografia. No planejamento do estudo, a metodologia foi dividida em quatro etapas: 1 – Identificação e seleção da comunidade; 2 – Observação participante da comunidade; 3 – Análise dos dados; 4 – Redação e apresentação dos resultados. A redação do texto de apresentação dos resultados foi dividas em três categorias temáticas: 1 – Dificuldades de interagir com os membros da comunidade “Odeio Educação Física”; 2 – Interpretação imagens de ódio pela Educação Física Escolar; 3 – Análise dos discursos de ódio pela Educação Física Escolar. Pode-se aparentemente citar que os discursos apontam para as aulas de Educação Física como: Um momento sem sentido e significado; de caráter pouco produtivo; com requintes de padronização entre os estudantes; e que deveria ser optativa. Ademais, existe uma forte indicação que o professor de Educação Física é supostamente o culpado por esse sentimento de ódio. Os principais achados do estudo colocam a Educação Física como um componente curricular mecanicista, reprodutivista, esportivista e voltado para valorização dos mais habilidosos. Isso sobre a ótica da comunidade virtual estudada. Esses argumentos compõem uma visão de ensino e professor que se busca na Educação Física superar, mas que persiste em alguns casos.

Endereço: https://www.efdeportes.com/efd232/motivos-pela-rejeicao-a-ef-do-facebook.htm

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.