Monitoramento do Treinamento em Atletas: Cargas Internas e Variabilidade da Frequência Cardíaca

Por: .

Treinamento Esportivo: Um Olhar Multidisciplinar.

Send to Kindle


Resumo

Introdução

Até a década de 90 do século passado, o ensino na área do Treinamento Esportivo era pautado principalmente em livros escritos a partir, predominantemente, da experiência prática dos seus autores. As contribuições eram e continuam sendo muito valiosas. Entretanto, nos últimos 30 anos, tem havido um substancial crescimento no número de pesquisas publicadas na área de Treinamento Esportivo, desenvolvidas com o auxílio e utilização de técnicas e conhecimentos de outras áreas como a Fisiologia do Exercício, Comportamento Motor e Biomecânica. Periódicos com revisão por pares como o International Journal of Sports Physiology and Performance, Journal of Strength and Conditioning Research, Journal of Sports Sciences, Sports Biomechanics, entre outros, têm publicado trabalhos origi- nais com considerável impacto acadêmico-científico e profissional. Não há dúvida de que os estudos precisam evoluir, principalmente em qualidade, recrutando amostras mais representativas e mais numerosa da população em questão (atletas), testando modelos de treinamento mais próximos da realidade, aprimorando as técnicas estatísticas de análise, bem como a pró- pria interpretação e discussão dos resultados. Ainda assim, é inegável que os trabalhos científicos têm impactado de alguma forma na preparação de equipes e atletas individuais, com possibilidade de refutação de conteúdos por meio de experimentação. Dessa forma, há inovação do conhecimen- to e das práticas associadas. Nesse capítulo, pretendemos abordar como a literatura científica tem tratado da questão relacionada à quantificação de cargas de treinamento, com ênfase nas cargas internas, e como treinadores podem utilizar variáveis fisiológicas para monitoramento e controle dos efeitos dessas cargas, com destaque à variabilidade da frequência cardíaca.

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.