Interrelação Entre Inatividade Física, Doenças Crônicas e Prevenção em Saúde

Por: Diego Abreu Pereira, Leonardo Máximo Cardoso, Mariane Gagliace Chalupe, Raphaella Vitoria Fernandes da Silva e Rosana Gonçalves Rodrigues das Dores.

XII Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde - CBAFS

Send to Kindle


Resumo

Prevenção em saúde engloba inúmeros fatores como a atividade física. Dados relativos à inatividade física são importantes indicadores para entender o adoecimento e para promover intervenções em saúde. Nesse contexto, verificou-se, se, os servidores da UFOP fazem atividade física e o grau de comprometimento a saúde do trabalhador. Por meio de questionário-inquérito semiestruturado, entrevistou-se servidores da UFOP (CAAE: 0010.0.238.000-11) sobre atividade física abrangendo o nível e as razões pela qual ocorre ou não sua prática e fez-se aferições de pressão arterial (PA), frequência cardíaca (FC), e antropométricas (estatura, peso, cintura, quadril), determinando a relação cintura/quadril, índice de massa corporal, questionando-os quanto ao tabagismo e as causas do sedentarismo.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2023 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.