Influência da Mochila em Parâmetros Dinâmicos, Cinemáticos e Fisiológicos da Locomoção de Carteiros Pedestres

Por: Germano Mongeli Peneireiro.

49 páginas. 2006 11/04/2006

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi determinar a influencia das características de três tipos de mochila através de parâmetros biomecânicos e fisiológicos selecionados. Foram voluntários 49 carteiros (30±7 anos, 1,74 ±0,62 m e 72,6± 11,8 kg), que utilizaram 3 tipos de mochilas: mochila lateral simples (MLS), mochila lateral com cinto pélvico (MLCP) e mochila dupla com cinto pélvico (MDCP).Os sujeitos andaram durante 10 minutos sobre esteira rolante Trotter instrumentada com duas plataformas de força e reação do solo Kistler, utilizando um analisador de gases que analisou os gases expirados. As variáveis cinéticas da locomoção apresentaram diferenças significativas entre as mochilas. As variáveis cinemáticas não mostraram diferenças significativas. A ventilação apresentou diferenças entre MLCP ( 23,2 ± 5,4 L min-1 e MLS ( 22,5 ± 5,0 L min-1) e MDCP ( 22,3 ± 4,8 L min-1) e o consumo de oxigênio apresentou diferenças entre MDCP (14,6 ± 4,1 mL kg1 min-1) e MLS ( 15,1± 3,6 mL kg1 min-1) e MDCP ( 15,2 ± 4,3 mL kg1 min-1). Os dados dinâmicos apontaram para benefícios do uso da MLS, e os dados fisiológicos apontaram para benefícios do uso da MDCP. Embora os dados tenham apresentado diferenças estatísticas, estas não foram de maguinitudes representativas, assim, a MDCP parece induzir maior demanda metabólica e a MLS menor estresse físico.

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-15082006-102455/pt-br.php

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.