Histórias e Memórias: a Construção da Identidade do Judô de Venâncio Aires

Por: Mauro Castro Ignácio, Raquel da Silveira e .

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO

O judô, criado em 1882 pelo mestre Jigoro Kano, chegou ao Brasil através de imigrantes japoneses, em 1908, pelo Porto de Santos, em São Paulo. Passou, em 1914, na cidade de Porto Alegre/RS, por meio dos lutadores do Instituto Kodokan, Mitsuyo Maeda e Soishiro Satake, o qual realizaram a primeira demonstração em solo gaúcho (NUNES, 2013). O judô nesse período não se firmou no Estado, vindo a ser introduzido, de fato, somente na década de 1950, pelo japonês Takeo Yano (BOEHL, 2016). A partir do estabelecimento na Capital, a luta passou a ser difundida para outras regiões do RS. Esta pesquisa visa descrever a emergência do judô de Venâncio Aires (V.A.), bem como apresentar elementos que permitiram o seu estabelecimento na localidade desde os seus primórdios na década de 70 até o início do século XXI. Para isso, utilizamos o aporte teóricometodológico da História Oral, o qual possibilita o alargamento das interpretações do passado (ALBERTI, 2010). Para as entrevistas semiestruturadas, foram selecionados três informantes, com os seguintes cuidados: identificação de protagonistas; elaboração do roteiro; realização e gravação em aparato digital; processamento - transcrição, conferência de fidelidade, pesquisa e leitura final; assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.