Heleno de Freitas, o Trágico Gênio Indomável

Por: Thiago Carlos Costa.

Futebol, Linguagem e Cultura.

Send to Kindle


Resumo

A figura de Heleno de Freitas nos dias atuais é algo distante nos almanaques e estatísticas do futebol, ou quando é buscado para tratar da vida trágica de jogadores de futebol. Heleno foi registrado pela imprensa esportiva brasileira e por parte da mídia como um dos gigantes do futebol brasileiro tanto pelos seus numerosos gols quanto pelas confusões que lhe renderam a fama de galã e também “craque-problema” do futebol brasileiro. A rápida e intensa trajetória de Heleno de Freitas transcendeu as linhas do campo de jogo quanto à construção de sua memória e representatividade no futebol brasileiro e sul-americano. Neste breve texto, pretendo analisar algumas narrativas produzidas em torno da figura do futebolista Heleno de Freitas por meio de trechos de crônicas escritas por autores como Armando Nogueira, Eduardo Galeano, Gabriel García Márquez, além de fragmentos da biografia escrita por Marcos Eduardo Neves, e também dialogar com o longa-metragem Heleno: o príncipe maldito, de José Henrique Fonseca.

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.