Força Escapular em Atletas de Judô

Por: Andrey Shirakubo de Araújo, Anne Karynne da Silva Barbosa, Antonio Coppi Navarro, José Guilherme Bottentuit Vieira, Karina Kelly Sousa Martins, Karoline da Silva Dias, Milena Silva de Oliveira, Paula Júlia da Costa Chaves, Paulo Raposo dos Santos Júnior e Wanessa Karoline Brito Marques.

40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A força muscular de membros superiores é determinante para o desempenho ótimo dos atletas de judô, tendo em vista que precisam superar os oponentes e imprimir o máximo de força para a realização de golpes. Para a avaliação da força utiliza-se a dinamometria, podendo esta ser manual, escapular, torácica ou ainda de membros inferiores. Objetivo: Avaliar força máxima escapular em atletas de Judô. Metodologia: Amostra de conveniência e composta por 19 judocas da Associação Esportiva e Cultural Leão de Judá em São LuÍs-MA, participaram livre e espontaneamente sendo 12 homens e 7 mulheres, com idade média em anos de 15 ±1,75, peso médio em kg de 55,81 ±12,54 e estatura média em cm de 162,94 ±10,42; foram avaliados a força máxima (kgf) e o tempo de força (segundos), através do dinamômetro com capacidade total de 100 kgf ou 1N, precisão de 1% da capacidade total, funcionando com Sistema de Aquisição de Dados N2000 PRO da marca Cefise. Para análise dos dados utilizou-se o valor médio, desvio padrão, valor mínimo, valor máximo e correlação de Pearson. Resultados: Ver tabela. Conclusão: Conclui-se que com base nos dados para o grupo amostral a correlação de Pearson foi baixa e sem significância estatística.

Endereço: http://celafiscs.org.br

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.