Estresse e Desempenho Esportivo: o Tiro de Sete Metros no Handebol

Por: Amanda Rodrigues Medeiros, André Luis Aroni, Letícia de Araújo Silva, e Thayná Floriano Crepaldi.

Coleção Pesquisa em Educação Física - v.15 - n.4 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O estresse é conceituado como um desequilíbrio substancial entre uma exigência (física ou psicológica) e a capacidade de resposta, sob condições em que a falha em satisfazer a exigência tem consequências importantes (MCGRATH, 1970). Desta forma, o presente estudo teve como objetivo analisar a influência do estresse no tiro de sete metros em atletas de handebol. Esta foi uma pesquisa de cunho qualitativa quase experimental. As participantes desse estudo foram 12 atletas de handebol. Elas tinham idades compreendidas entre 17 e 29 anos [M= 22,25; DP= 3,74]. Os dados foram coletados por meio de dois instrumentos adaptados: Situações de Stress no Handebol – SSH; e Cobrança de Sete Metros – CSM. As atletas foram reunidas antes de uma sessão de treino para preenchimento do questionário SSH e teste CSM, sem interferir na rotina habitual. Como resultado, no teste SSH foram: 58,3% escolheram a opção “Errar um arremesso completamente livre”, e 41,7% as opções “Arbitragem estar prejudicando a equipe” e “estar perdendo para equipe tecnicamente inferior”. No teste CSM, das quatro atletas que assinalaram a opção “Errar tiro de sete metros”, observamos que três apresentaram desempenho abaixo da média da equipe. O presente estudo alcançou os resultados propostos, sugerindo que a fonte de estresse relatada pode influenciar o desempenho da cobrança de sete metros, nas atletas de handebol da equipe de Vinhedo.

Endereço: https://www.fontouraeditora.com.br/periodico/home/viewArticle/1285

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.