Entre a Tradição e as Inovações Pedagógicas: Compreendendo a Participação de Crianças nas Aulas de Judô

Por: André da Silva Mello, Fábio Luiz Loureiro, e .

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO

O judô é um esporte praticado por milhões de pessoas no mundo. Só no Brasil, são cerca de 2 milhões de praticantes, segundo dados da Confederação Brasileira de Judô (CBJ, 2014). Trata-se de um esporte tradicional, mergulhado em valores que são propostos para a formação de seus praticantes, com uma rotina carregada de disciplina, normas e rituais que enaltecem a hierarquia. Ancorada nas tradições, está a obediência dos alunos ao Sensei,1 considerado o detentor maior do saber, que impõe uma forma diretiva no processo de ensino-aprendizagem. Suas ações pedagógicas estão pautadas no desenvolvimento técnico, em detrimento aos ensinamentos apresentados por Jigoro Kano2 no âmbito do desenvolvimento moral, intelectual e comportamental. Esse modelo de ensino, além de ser estereotipado, oferece pouca margem para que a criança se coloque como sujeito social de sua experiência e protagonista nesse processo.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.