Efeitos de Exergames na Autoestima, Imagem Corporal e Antropometria de Crianças com Sobrepeso/obesidade.

Por: Rafaella Belém Aragão.

67 páginas. 2018 05/07/2018

Send to Kindle


Resumo

Atualmente, os exergames surgem como uma ferramenta bastante interessante para introduzir a prática de atividade física no cotidiano das crianças obesas ou com sobrepeso e inativas. O presente estudo teve como objetivo verificar os efeitos de um programa de exercício físico realizado com exergames sobre a autoestima, imagem corporal e antropometria de crianças classificadas com sobrepeso ou obesidade. Participaram voluntariamente deste estudo 50 crianças, de ambos os sexos, com idade entre seis a 11 anos, obesas e/ou com sobrepeso divididas em dois grupos: Grupo exergames, participantes do programa de exercício físico com exergames e grupo controle. As sessões com exergames com duração de uma hora foram realizadas duas vezes por semana, em dias intercalados durante 12 semanas. Para a coleta de dados foi utilizada a Escala de Afetos Positivos e Negativos, a Escala de Figuras de Silhuetas, o Questionário de Alimentação do Dia Anterior (QUADA) e o Questionário de Atividade Física do Dia Anterior (QUAFDA). As comparações entre grupos e tempos, envolvendo variáveis quantitativas foram analisadas através do modelo de regressão linear com efeitos mistos e as comparações entre os grupos e tempos quanto aos grupos alimentares do QUADA (variáveis qualitativas binárias) foi realizada através de um modelo de regressão logístico com efeitos aleatórios. Por meio da análise dos dados não foi possível identificar diferenças estatisticamente significantes nos valores de índice de massa corporal (IMC). Porém nos valores das dobras cutâneas subescapular e tricipital houve diminuição significativa (p<=0,01). Também foram verificadas diferenças significativas nos afetos positivos e negativos do grupo exergames (p<=0,01). Com relação aos valores do grupo controle não houve diferenças significativas nos resultados de distorção e satisfação de imagem. Por outro lado, ao se analisar estes mesmos dados nos grupo exergames foi possível identificar diferença significativa para a variável satisfação ( p< 0,01). Por fim, verificou-se que o uso dos exergames promoveu melhora significativa nos sentimentos positivos e a diminuição dos sentimentos negativos, que são sentimentos ligados à autoestima e imagem corporal, além de diminuir a insatisfação com sua imagem corporal.

Endereço: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/109/109131/tde-17082018-164231/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.