Efeitos da Gameterapia Sobre o Desempenho Motor de Indivíduos com Síndrome de Down: Ensaio Clínico Controlado e Randomizado

Por: Rafael Schimith da Silveira.

80 páginas. 2020 11/03/2020

Send to Kindle


Resumo

11/03/2020
As características impostas pela Síndrome de Down (SD), como a hipotonia muscular e hipermobilidade articular, podem contribuir para o atraso no desenvolvimento motor e lentidão na realização dos movimentos, gerando alterações no controle postural e diminuindo as possibilidades de experiências motoras e de exploração do ambiente, prejudicando o desempenho das habilidades motoras finas e destreza manual. A gameterapia tem sido investigada com vistas à sua utilização como uma nova ferramenta terapêutica, oferecendo, como principais vantagens, ambientes importantes para o aprendizado motor, repetição e motivação, gerando feedbacks que favorecem o processo de aprendizagem. Assim, o estudo teve como objetivo avaliar os efeitos de estímulos produzidos pela gameterapia por meio do Xbox Kinect sobre o desempenho motor de indivíduos com SD. Trata-se de um ensaio clínico controlado, randomizado e cego. Foram avaliados 40 indivíduos de ambos os gêneros com SD, idade entre 5 e 16 anos, os quais foram divididos de forma aleatória em dois grupos: Grupo Controle (GC, n=20) e Grupo Xbox (GX, n=20). Ambos os grupos foram avaliados antes e após o período experimental. Para a avaliação foram utilizados o Teste de coordenação motora Movement Assessment Battery for Children (MABC2) e Teste de Equilíbrio de Berg. Todos os voluntários mantiveram as atividades culturais e esportivas (arte e consciência corporal, musicalização, natação e Karatê) ofertadas pelos respectivos espaços, duas vezes por semana e ao GX foram acrescidas 32 sessões de 40 minutos de gameterapia. Em relação aos resultados obtidos pela bateria MABC2, nenhum dos grupos apresentou melhora em relação a destreza manual (DM), já na habilidade com bola (HB) tanto o GC, quanto o GX apresentaram melhora significativa. Nos resultados referentes ao equilíbrio (EQ) e desempenho global (DG), somente o GX obteve melhora significativa, e quando realizada a comparação intergrupos, o GX apresentou resultados superiores ao GC no domínio EQ. Referente aos resultados obtidos pelo Teste de Equilíbrio de Berg, ambos os grupos obtiveram melhora significativa na condição pós tratamento, no entanto na comparação entre os grupos, o GX apresentou maiores valores quando comparado ao GC. Os resultados deste estudo mostraram que tanto o programa especializado na estimulação de indivíduos com SD quanto a gameterapia foram eficientes para melhorar o desempenho motor de indivíduos com SD. No entanto, os melhores resultados foram observados no grupo tratado com a gameterapia, sugerindo que o protocolo utilizado pode ser coadjuvante no tratamento das disfunções motoras presentes em indivíduos com SD.


 

Endereço: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.xhtml?popup=true&id_trabalho=10644252

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2023 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.