Efeito do Treinamento com Exergames na Cognição Global e Sintomas de Depressão em Idosos

Por: Ana Carolina de Mello Alves Rodrigues, Daniel Frankly Oliveira Sales, Elizabete de Oliveira Barbosa, Luciana Mendes Oliveira, Mariana Rocha Alves, Renato Sobral Monteiro Junior e Robert Elias Azevedo Pereira.

40º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte SIMPOCE

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Com o processo do envelhecimento há diminuição das funções cognitivas com consequente aumento dos sintomas de depressão. O exercício físico pode melhorar as funções cognitivas e amenizar os sintomas de depressão, porém, pouco é conhecido sobre os potenciais efeitos do treinamento com realidade virtual (exergames) nesses desfechos, principalmente quando comparado a outros modelos de treinamento. Objetivo: Comparar o efeito de diferentes programas de treinamento na cognição global e sintomas de depressão em idosos. Métodos: Participaram deste estudo 13 idosos, os quais foram divididos em dois grupos: exergames (n = 6, 67 ± 3 anos, 64,8 ± 13,4 kg e 1,6 ± 0,1 m) e mix (n = 7, 66 ± 6 anos, 65,4 ± 12,7 kg e 1,6 ± 0,1 m). Os grupos foram alocados aleatoriamente e submetidos a 24 sessões de exercício sendo realizados duas vezes por semana com intensidade de 5-6 pontos (moderada) na escala do American College of Sports Medicine (ACSM). O grupo exergames realizou o treinamento apenas com realidade virtual (sessões de 30-45 min), enquanto o grupo mix realizou exercícios com realidade virtual (aproximadamente 10-15 min) somado ao treinamento de força (10 min) e aeróbio (10 min), totalizando 30-45 min cada sessão. Para o treino com realidade virtual foi utilizado o controle e a plataforma Wii Balance Board do Nintendo Wii®. Os jogos utilizados pelo grupo exergames foram: Rowing Squat, In Line Lunge, Table Tilt (pacote Wii Fit Plus) e Sword Play Duel, Sword Play Showdown (pacote Wii Sports Resort). O treinamento do grupo mix foi composto de treino de força (remo agachamento, agachamento na cama elástica e adução de ombros na polia alta), treino de realidade virtual (Rowing Squat, Table Tilt, Sword Play Showdown) e treino aeróbico em esteira com controle da intensidade pela frequência cardíaca (40-59% da FCReserva) e/ou Escala do ACSM (mantendo intensidade de 5-6 pontos (moderada). Ambos os grupos treinaram duas vezes por semana. Foram utilizados os testes Mini Exame do Estado Mental (MMSE) e Escala Geriátrica de Depressão (GDS) pré e pós treinamento. O tamanho do efeito (Cohen’s d) foi calculado para comparação entre grupos. Resultados: Houve melhora na cognição global (MMSE pré = 23,2 ± 3,3/ pós = 24,7 ± 3,4) e sintomas de depressão (GDS pré = 9,2 ± 6,6/ pós = 5,7 ± 2,9) para o grupo exergames em relação ao mix (MMSE pré = 23,3 ± 1,5 / pós = 23,1 ± 2,9; e GDS pré = 5,7 ± 4,2/ pós = 5,3 ± 3,5). e Observando o tamanho do efeito do treinamento, o grupo exergames obteve um pequeno efeito de melhora na cognição global em relação ao grupo mix (Cohen’s d = 0, 33) e um efeito moderado de redução nos sintomas de depressão em relação ao grupo mix (Cohen’s d = -0,64). Conclusão: O treinamento com realidade virtual revela perspectivas de melhora na cognição global e em sintomas de depressão em relação ao treinamento misto em idosos.

Endereço: http://celafiscs.org.br

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.