Desenvolvimento e Validação de Equações Estimativas da Densidade Corporal de Soldados e Cabos do Exército Brasileiro Entre 18 e 22 Anos de Idade

Por: Cândido Simões Pires Neto e Ciro Romelio Rodriguez Añez.

Revista Brasileira Atividade Física & Saúde - v.4 - n.2 - 1999

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetivou o desenvolvimento e validação de equações para a estimativa da densidade corporal de soldados e cabos do Exército Brasileiro, com idades entre 18 e 22 anos. 64 soldados e cabos (x idade = 19,4 ± 0,9 anos) participaram da amostra para montagem das equações e para a validação usou-se outros 17 praças (x idade = 18,6 ±0,7 anos). Mensurou-se 13 dobras cutâneas (DC) e 9 perímetros, além da massa corporal, estatura e o peso hidrostático. Para o desen­volvimento das equações usou-se a regressão múltipla Stepwise. Para a validação determinou-se a média e desvio padrão, correlação de Pearson, teste t pareado, erro constante, erro total (ET) e erro padrão de estimativa (EPE). Foram propostas 8 equa­ções específicas para a predição da densidade corporal. As correlações múltiplas (R) variaram de 0,865 a 0,898 e o EPE de 0,0039 à 0,0045 g/ml. As R entre a densidade mensurada (Dm) e a densidade estimada (De) pelas equações desenvolvidas ficaram entre 0,834 e 0,867, os ET entre 0,0054 e 0,0057 g/ml e EPE ficaram entre 0,0049 e 0,0055 g/ml. Concluindo, as equações desenvolvidas são válidas para a estimativa da D de soldados e cabos do Exército Brasileiro.

Endereço: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/1052

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.