Associação dos Determinantes de Estilo de Vida Influênciam no Desenvolvimento da Síndrome Metabólica em Policiais do Patrulhamento Ostensivo

Por: Almir de França Ferraz, Aylton José Figueira Jr, Danilo Sales Bocalini, Fabio Luis Ceschini, Patrícia Marina da Silva Santos e Wilson da Silva Basto.

40º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte SIMPOCE

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Os fatores de risco são responsáveis pelo aumento da prevalência de doenças crônicas não comunicáveis (DCNC) trazendo prejuízos à saúde para uma considerável parcela de adultos. Dentre os adultos, policiais militares apresentam exposição aos fatores de risco individuais e socioambientais, decorrentes a princípio do próprio trabalho e de seu estilo de vida. Objetivo: Associar determinantes de estilo de vida que influenciam no desenvolvimento de doenças crônicas não comunicáveis de policiais militares do patrulhamento ostensivo e especializado do Estado de Mato Grosso. Metodologia: Foram avaliados 146 policiais dos Batalhões ordinário e especializado (Soldados - 41,10%; Cabos - 26,70%; Sargentos - 16,44%; Subtenentes - 4,80%; Tenentes - 4,80%; Capitães - 2,74%; Majores - 2,74% e Tenente Coronel - 0,68%), com média de idade de 33,49 ± 7,25 anos. O nível de Atividade Física (AF) foi determinado pelo IPAQ (versão curta – 8). O estilo de vida incluiu avaliações por meio de questionários de acordo com os seguintes protocolos: (alcohol use disorder identification test AUDIT – investigação do uso excessivo do álcool; Fagerström Test for Nicotine Dependence - FTND - avalia o grau dependência à nicotina; Hábitos e Frequência Alimentares – identifica características dos hábitos nutricionais; Internacional Physical Activity Questionnaire – IPAQ – classifica o nível de atividade física de pessoas). avaliação antropométrica (Massa Corporal – kg; Estatura –m; IMC -Kg/m²; RCQ e percentual de gordura - dobras cutâneas – Pollock, 1993). Avaliação Metabólica foi realizada pela corrida de 12 minutos (m) e estimativa do VO2máx (ml/kg.min-1). Os resultados foram analisados pelo Teste T e Mann-Whitney, e significância de p<0,05, a partir dos determinantes de RCQ (tabela 1) e diabetes e seu histórico (tabela 2). Resultados: tabela 1 e tabela 2. Conclusão: Os resultados mostraram que as associações dos determinantes da síndrome metabólica são a circunferência abdominal e diabetes e seu histórico na família (p<0,05) para os grupos de policiais militares avaliados mostrando que o aumento da circunferência abdominal pode aumentar significativamente as chances de risco de desenvolver a síndrome metabólica.

Endereço: http://celafiscs.org.br

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.