As (não) Convocações de Mulheres Para Cargos de Liderança nas Comissões Técnicas no Handebol Brasileiro nos Anos de 2014-2020

Por: Juliana Fagundes Jaco, Leandro Amâncio Silva e .

Pensar a Prática - v.24 - 2021

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi quantificar as convocações de mulheres para os cargos de liderança nas comissões técnicas das seleções nacionais masculinas e femininas de handebol. Foram analisadas as convocações oficiais entre os anos de 2014 e 2020 e verificadas quantas vezes homens e mulheres foram convocados para os cargos do estudo. Temos em um total de 58 convocações, não houve convocação para treinadora principal, apenas uma convocação para auxiliar técnica e 18 convocações para supervisora no feminino. No masculino não houve convocação de mulheres para os cargos estudados. Concluímos que o cenário do handebol de alto nível brasileiro é hegemonicamente comandado por homens, refletindo as desigualdades de gênero no campo profissional esportivo.

Endereço: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/65760

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.