Análise dos Investimentos Para a Copa do Mundo de 2014 e os Benefícios Gerados a População do Distrito Federal/brasil

Por: Alexandre Lima de Araújo Ribeiro, Gisele Kede Flor Ocampo, e Wellington Custódio de Souza Custódio.

Arquivos Brasileiros de Educação Física - v.1 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Sediar um grande evento esportivo possibilita para o país um grande destaque no mundo, mas além de firmar-se no cenário internacional do esporte há grandes responsabilidades envolvidas como os investimentos e as mudanças nas cidades sedes.  Objetivo: Este trabalho procurou analisar as propostas de mudança na cidade de Brasília para a copa do Mundo 2014 e as principais áreas beneficiadas posteriormente ao evento. Método: Foi uma pesquisa documental, foram analisados dados e documentos sobre o tema abordado com vista no entendimento de parcerias públicas e privadas e envolvimento nos investimentos para o evento. Resultados: A pesquisa constatou que foram previstos para a Distrito Federal mudanças no Aeroporto Internacional de Brasília, no desenvolvimento turístico, na mobilidade urbana e na segurança pública. Dos 9 itens previstos para mudança apenas 2 não foram concluídos, entretanto estes não trouxeram benefícios a população sendo pensados apenas para o bom funcionamento no período do evento. Conclusão: Apesar do investimento e de grandes mudanças ocorridas no Distrito Federal no período da Copa 2014 atualmente vê-se pouca utilização do Estádio Nacional de Brasília. E apesar das apostas positivas em alguns fatores como aumento de empregos, melhorias na cidade, maior potencial de vendas e crescimento do turismo, atualmente vê-se que estas mudanças não trouxeram grandes melhorias a população do Distrito Federal.

Endereço: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/abeducacaofisica/article/view/6316

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.