Análise da Aptidão Física com a Utilização de Exergames em Jovens Futebolistas e Não Futebolistas: Um Estudo Piloto

Por: Angelo de Almeida Paz, Felipe José Aidar, José Lucas Santos Rosa, Luan José Lopes Teles, Lúcio Flávio Gomes Ribeiro da Costa, Lúcio Marques Vieira Souza, Márcio Getirana-mota e Ricardo Santos Matos.

Motricidade - v.18 - n.2 - 2022

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desta pesquisa foi identificar se a utilização do exergames pode auxiliar na melhora da aptidão física através do Burpee, como também, analisar se os exergames podem melhorar a agilidade e a percepção espaço-temporal em jovens jogadores de futebol e não jogadores. Esta pesquisa tem caráter exploratório descritivo com analise quali-quantitativa dos dados. Os participantes do estudo foram crianças (10,8 ± 1,8 anos). Para essa amostra, foi observado que o exergames não promoveu aumento significativo da aptidão física (Grupo 1 x Grupo 2 = IC 95% (-6,39;6,59), p>1,00; Grupo 3 x Grupo 4 = IC 95% (-1,27;3,47), p>1,00 Tabela 3). Em contra partida, o exergames promoveu melhora significativa da agilidade e da percepção espaço-temporal para o grupo 2 (Agilidade Pré x Pós: Z = -2,828; p=0,05; Percepção espaço-temporal Pré x Pós: Z = -2,828; p=0,05 Tabela 4). Depreendemos que os exergames não proporciona melhora da aptidão física em jovens jogadores de futebol, e que também não proporcionou melhoras na agilidade ou na percepção espaço-temporal. Porém, para o público não atleta, houve melhora significativa para a agilidade e percepção espaço-temporal

Endereço: https://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/27175

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.