A Variável Raça/cor em Estudos Epidemiológicos Brasileiros Sobre Atividade Física (2015-2019): Formas de Estratificação e Principais Resultados

Por: André Ullian Dall Evedove, Andrei Gabriel Chiconato, Mariana Aparecida dos Santos Panta e .

Pensar a Prática - v.25 - 2022

Send to Kindle


Resumo

Objetivou-se verificar como tem sido estratificada a variável raça/cor em estudos brasileiros que tiveram a atividade física (AF) como variável dependente e a associação entre a raça/cor com a atividade física no tempo livre (AFTL). Realizou-se revisão em 4 bases eletrônicas e 6 periódicos. Nos 16 estudos encontrados observaram-se 6 formas de estratificação, sendo a mais usada: branco, pardo, preto, amarelo e indígena. A categoria “branco” esteve em todos os estudos. Na AFTL, dos 8 estudos encontrados, 3 apresentaram associações, porém a direção destas variou conforme a faixa etária. Conclui-se que a raça/cor tem sido investigada de maneira bastante diversa em estudos que tiveram a AF como variável dependente e que a relação com AFTL parece variar conforme a faixa etária.

Endereço: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/69858

Comentários


:-)





© 1996-2022 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.